Bulas de Remédios

As bulas constantes no ER Clinic são meramente informativas. Em caso de dúvidas quanto ao conteúdo de algum medicamento, procure orientação de seu médico ou farmacêutico.

Laboratório

Fqm

Apresentação

cx. c/ 30 compr. de 5 mg

Indicações

Situações clínicas em que o Materfolic está indicado: Ginecologia e obstetrícia: Complemento vitamínico durante a gestação e lactação; diminui a incidência de malformações do tubo neural; previne a deficiência de AF em pacientes que recebem anticoncepcionais por tempo prolongado; previne o aparecimento da displasia cervical. Hematologia: Anemias hemolíticas e megaloblásticas: Todas as anemias hemolíticas (anemia falciforme, talassemia, esferocitose) se beneficiam com o uso rotineiro de AF. Diagnóstico de carências de AF e vitamina B12. Observação: Na prevenção de malformação do tubo neural deve-se administrar 1 comprimido de 5 mg diariamente durante todo o período fértil da mulher sexualmente ativa. Prolongar o uso da medicação pelo menos durante as 4 primeiras semanas de gestação.

Contra-indicações

Materfolic é contra-indicado a pacientes com hipersensibilidade ao ácido fólico ou a pacientes com anemia perniciosa.

Advertências

Ácido fólico não é terapia apropriada para anemia perniciosa e anemias megaloblásticas causadas por deficiência de vitamina B12, portanto recomenda-se o tratamento associado de ácido fólico com vitamina B12 para estas situações.

Interações medicamentosas

O uso de certos anticonvulsivantes (difenilhidantoína) e anticoncepcionais orais podem interferir na absorção e armazenamento de ácido fólico.

Reações adversas / Efeitos colaterais

Estão relacionadas à ingestão de doses elevadas (mais de 15 mg/dia). Embora haja inúmeras comprovações de otoxicidade do AF, existem relatos na literatura de que doses de 15 mg ou mais possam produzir alterações no SNC, decorrentes de aumento da síntese de aminas cerebrais, além de eventuais distúrbios gastrintestinais. Doses elevadas (acima de 15 mg/dia) podem comprometer a absorção intestinal do zinco e levar a uma precipitação de cristais de ácido fólico nos rins.

Posologia

1 a 2 comprimidos de 5 mg, 1 vez ao dia. Observação: Na prevenção de malformação do tubo neural deve-se administrar 1 comprimido de 5 mg diariamente durante todo o período fértil da mulher sexualmente ativa. Prolongar o uso da medicação pelo menos durante as 4 primeiras semanas de gestação

Informações

Química: O ácido fólico (AF) medicamentoso é conhecido também como ácido pteroilglutâmico. Difere essencialmente do ácido fólico alimentar, uma vez que está sob a forma monoglutamato, enquanto que o ácido fólico contido nos alimentos está sob a forma poliglutamato. Uma vez absorvido o ácido fólico se transforma rapidamente na sua principal forma ativa, o ácido tetraidrofólico. Ações do AF no organismo: O AF é uma vitamina essencial na multiplicação celular de todos os tecidos, já que é indispensável à síntese do DNA e conseqüentemente à divisão celular. A criança, em especial o lactente, possui um organismo em constante crescimento, sendo portanto mais vulnerável à carência do AF. A carência do AF vai afetar diretamente todos os tecidos, mas os efeitos prejudiciais são mais imediatos nos tecidos que se renovam numa velocidade mais rápida. Assim, os elementos figurados do sangue, o epitélio intestinal (especialmente o delgado) e as mucosas em geral vão se renovar de foram incompleta na carência de AF, originando graves distúrbios orgânicos que apresentam sinais clínicos pouco evidentes, havendo dificuldade no diagnóstico de sua carência.

s em geral vão se renovar de foram incompleta na carência de AF, originando graves distúrbios orgânicos que apresentam sinais clínicos pouco evidentes, havendo dificuldade no diagnóstico de sua carência.