Bulas de Remédios

As bulas constantes no ER Clinic são meramente informativas. Em caso de dúvidas quanto ao conteúdo de algum medicamento, procure orientação de seu médico ou farmacêutico.

Laboratório

Kleyhertz

Apresentação

cx. c/ 12 cáps. fr. c/ 20 e 100 ml. cx. c/ 50 sachês de 5g cada

Indicações

Gripes e resfriados. No tratamento da obstrução nasal, coriza, febre, cefaléia, dores musculares e demais sintomas presentes nos estados gripais.

Contra-indicações

O produto é contra-indicado em pacientes com conhecida hipersensibilidade aos componentes da fórmula. Não deve ser administrado a pacientes recém-nascidos ou prematuros, com hipertensão grave, doenças cardíacas, diabete, glaucoma, hipertrofia da próstata, doença renal crônica, insuficiência hepática grave ou disfunção tireoideana sem controle médico. Não utilizar durante a gravidez e lactação.

Advertências

Clorfeniramina: o uso em recém-nascidos ou prematuros pode causar excitação no SNC, até mesmo convulsões. Em crianças, pode causar desconforto e candidíase orais, doenças periodontais ou cáries. Fenilefrina: não ultrapassar as doses indicadas, principalmente em crianças ou adultos com pressão arterial elevada ou com doenças cardíacas, pois pode causar hipertensão e batimentos cardíacos irregulares. O uso repetitivo da fenilefrina, principalmente em pacientes idosos, pode resultar em miose rebote e na redução do efeito midriático. O risco/benefício deve ser avaliado em situações clínicas como arteriosclerose avançada, doenças cardíacas, diabete mellitus, glaucoma de ângulo fechado, hipertensão ortostática idiopática. Paracetamol: evitar bebidas alcoólicas. O risco/benefício deve ser avaliado em situações clinicas como alcoolismo, doenças hepáticas, hepatite viral, fenilcetonúria, insuficiência renal acentuada. Recomenda- se a monitoração periódica da função hepática.

Uso na gravidez

Não utilizar durante a gravidez e lactação.

Interações medicamentosas

O produto não deve ser administrado concomitantemente com inibidores da MAO (monoamino-oxidase), com barbitúricos ou álcool.

Reações adversas / Efeitos colaterais

Durante o tratamento, embora raramente, podem surgir reações adversas características, tais como: Clorfeniramina Reações mais freqüentes: sonolência, engrossamento ou adensamento do muco. Reações ocasionais ou raras: discrasias sanguíneas, aumento da sensibilidade da pele à luz solar, aumento da sudorese, anorexia, zumbido, exantema, desconforto ou dores estomacais e reação paradoxal de excitação (pesadelos, irritabilidade, inquietação, excitação anormal). Fenilefrina Reações mais freqüentes: ardor, aumento da sensibilidade à luz, ou lacrimação ocular e cefaléia. Reações ocasionais: irritações oculares. Reações ocasionais devido a absorção sanguínea: tontura, taquicardia, batimentos irregulares, aumento da pressão arterial, diaforese, palidez, tremores. Paracetamol Reações raras: agranulocitose, anemia, dermatite alérgica, hepatite, cólica renal, insuficiência renal, piúria estéril (urina escura), trombocitopenia.

Posologia

Adultos: 1 a 2 cápsulas a cada 4 horas. Crianças acima de 12 anos: 1 cápsula a cada 4 horas. Não tomar mais de 10 cápsulas ao dia.

Superdosagem

Sinais de overdose: distúrbios gastrintestinais, sudorese, hepatotoxicidade. Promover esvaziamento gástrico através de indução de emese ou lavagem gástrica. A N-acetilcisteína, administrada por via oral, é um antídoto específico para toxicidade induzida pelo paracetamol, devendo ser instituída nas primeiras 24 horas. Medidas de manutenção do estado geral devem ser observadas, como hidratação, balanço hidro-eletrolítico e correção de hipoglicemia.

Informações

O paracetamol possui atividade analgésica e antitérmica. Ambas ocorrem devido a inibição da síntese de prostaglandinas no Sistema Nervoso Central. A ação analgésica ocorre, predominantemente, no Sistema Nervoso Central e, a nível menor, através de ação periférica, bloqueando a geração de impulsos dolorosos. A ação antitérmica ocorre no centro cerebral regulador da temperatura. O maleato de clorfeniramina é um agente anti-histamínico. Tem ação contrária a da histamina, que ocasiona a maioria dos efeitos alérgicos presentes nos estados gripais. Atua na musculatura lisa do aparelho respiratório, diminuindo os broncoespasmos. Diminui a permeabilidade dos pequenos vasos sangüíneos e consequentemente os edemas, rubores e pruridos. Tem ação sobre as glândulas exócrinas, diminuindo as secreções salivares e lacrimais. O cloridrato de fenilefrina atua sobre receptores específicos, causando vasoconstrição direta, promovendo o descongestionamento nasal e diminuindo a coriza e rinite.

s, diminuindo as secreções salivares e lacrimais. O cloridrato de fenilefrina atua sobre receptores específicos, causando vasoconstrição direta, promovendo o descongestionamento nasal e diminuindo a coriza e rinite.