Bulas de Remédios

As bulas constantes no ER Clinic são meramente informativas. Em caso de dúvidas quanto ao conteúdo de algum medicamento, procure orientação de seu médico ou farmacêutico.

Laboratório

Bristol

Referência

BRISTOL-MYERS SQUIBB

Apresentação

Uft é apres. em emb. c/ 28 ou 120 cáps. Cada cáps. contém 100 mg de tegafur (fitorafur) e 224 mg de uracila. Contém, como ingredientes inativos, lauril sulfato de sódio e hidroxipropilcelulose.

Indicações

Uft é indicado no tratamento de câncer de cólon/reto e de estômago.

Contra-indicações

Uft é contra-indicado em pacientes que tenham demonstrado hipersensibilidade prévia ao produto ou a algum dos componentes da sua formulação. Uft não deve ser administrado junto com agentes antivirais halogenados, tais como a sorivudina, ou dentro de um período de 4 semanas que suceda a administração desses agentes. Pode ocorrer toxicidade no sistema nervoso central e mielodepressão fatal.

Advertências

Uft não deve ser administrado junto com agentes antivirais halogenados, tais como a sorivudina, ou dentro de um período de 4 semanas que suceda a administração desses agentes. Pode ocorrer toxicidade no sistema nervoso central e mielodepressão fatal. Disfunções hepáticas severas, incluindo hepatite fulminante, ocorrem raramente. Testes da função hepática devem ser feitos regularmente. Se alguma anormalidade for observada, descontinuar o tratamento com Uft imediatamente e tratar de forma apropriada. Medicamentos imunossupressores podem ativar focos primários de tuberculose. Os médicos que acompanham pacientes sob imunossupressão devem estar alertas quanto à possibilidade de surgimento de doença ativa, tomando, assim, todos os cuidados para diagnóstico precoce e tratamento.

Uso na gravidez

Efeitos teratogênicos têm sido relatados em camundongos e ratos. Este produto não deve ser administrado a gestantes ou a pacientes com possibilidade de engravidar. Um adequado controle de natalidade deve ser utilizado. • Uft é excretado pelo leite materno em modelos animais. Evitar o uso em lactantes; se o uso do produto for necessário, a paciente deve suspender a amamentação.

Interações medicamentosas

Não usar Uft em combinação com as seguintes drogas: Sorivudina - O uso de pirimidinas fluoradas (tais como Uft, tegafur, fluoruracila, floxuridina, doxofluridina e flucitosina) em combinação com sorivudina inibe o metabolismo da pirimidina fluorada, elevando o seu nível plasmático. Isto pode levar a uma toxicidade no sistema nervoso e mielodepressão fatal. Cuidados são necessários quando do uso com as seguintes drogas: · Fenitoína - (níveis elevados de fenitoína foram detectados em pacientes recebendo Uft junto com a fenitoína). · Outros agentes antineoplásicos ou radioterapia - (o uso concomitante pode intensificar as reações adversas, tais como depressão da medula óssea).

Reações adversas / Efeitos colaterais

Reações adversas severas · Desidratação : Na ocorrência de diarréia severa, descontinuar o uso e tomar medidas apropriadas tal como reposição de líquidos. · Enterite severa: Pode ocorrer enterite hemorrágica, isquêmica ou necrosante. Monitorar o paciente cuidadosamente e ,se ocorrerem sintomas como dor abdominal severa ou diarréia, descontinuar o uso e tratar adequadamente. · Mielodepressão: Anemia, leucopenia, trombocitopenia e hemorragia ocorrem infrequentemente (0,1% a <5%). Pancitopenia e agranulocitose ocorrem raramente (<0,1%). Pacientes devem ser cuidadosamente monitorados em intervalos regulares (com maior freqüência nos estágios iniciais da terapia), acompanhados de hemograma completo. Se alguma anormalidade for observada, tomar medidas apropriadas como redução da dose ou descontinuação do Uft. · Disfunção hepática severa: Distúrbios hepáticos severos, tal como hepatite fulminante, ocorrem raramente (<0,1%). Os pacientes devem ser monitorados cuidadosamente a intervalos regulares (com maior freqüência nos estágios iniciais da terapia) através de testes de função renal. Se alguma anormalidade for observada , descontinuar o tratamento e tomar medidas apropriadas. · Sistema nervoso central: Sonolência, distúrbios da consciência, disestesia, sintomas extrapiramidais, incontinência urinária, paralisia nas extremidades, distúrbios na fala, distúrbios de marcha, desorientação ou perda de memória e leucoencefalopatia ocorrem raramente (<0,1%). Os sintomas podem ser precedidos por tontura, dormência, incompreensão da fala, tontura ao caminhar ou esquecimentos. Monitorar o paciente cuidadosamente e descontinuar o Uft se estes sintomas aparecerem. · Pneumonia intersticial: Pneumonia intersticial ocorre raramente (<0,1%). Monitorar o paciente cuidadosamente. Se alguma anormalidade for observada, descontinuar o Uft e tratar apropriadamente. · Angina: Angina com esforço ou no descanso ocorre raramente (<0,1%). Monitorar o paciente cuidadosamente. Se alguma anormalidade for observada, tomar medidas apropriadas, tal como a descontinuação do Uft.

Posologia

A dosagem padrão diária é equivalente a 300 a 600 mg de tegafur ( 3 a 6 cápsulas), administrados oralmente, divididos em 2 ou 3 doses diárias. Este guia de dosagem deve ser seguido também quando da administração em combinação com outros agentes antineoplásicos. Assim como outros quimioterápicos para o tratamento do câncer, a dosagem deve ser aumentada (desde que não exceda 600 mg/dia) ou diminuída com base na tolerância do paciente.

Características farmacológicas

Descrição Uft é um agente antineoplásico do tipo antimetabólito, que contém tegafur (fitorafur) e uracila na proporção de 1:4 molar. Tegafur é um agente antineoplásico que foi sintetizado pela primeira vez em 1966. Tegafur é um pró-fármaco da 5-fluoruracila (5-FU), cuja conversão ocorre gradualmente in vivo. Uracila, um constituinte dos ácidos nucléicos, não têm atividade farmacológica isolada, entretanto, estudos pré-clinicos revelam que a combinação de tegafur com uracila na razão de 1:4 molar inibe o catabolismo da 5-FU e seletivamente aumenta os níveis deste composto no tumor, aumentando, deste modo sua eficácia. Modelos animais e avaliações em pacientes confirmam que esta razão molar é considerada ótima havendo uma maior manutenção da alta concentração intratumoral de 5-FU. Propriedades físico-químicas dos princípios ativos Tegafur é um pó cristalino branco, cujo nome químico é 2,4 (1H, 3H) pirimidinadiona, 5-fluor- 1(tetraidro-2-furanil)-uracila. Sua fórmula molecular é C8H9FN2O3 e seu peso molecular, 200,17. Uracila é um pó cristalino branco, cujo nome químico é 2,4 (1H, 3H) pirimidinadiona. Sua forma molecular é C4H4N2O2 , com peso molecular de 112,09.Ação Antitumoral Uft suprimiu o crescimento tumoral em vários tumores subdermais de murinos tais como Walker-256, sarcoma de Yoshida, hepatoma de ascite, sarcoma-180, carcinoma de Ehrlich, carcinoma de pulmão de Lewis e melanoma B-16. Inibiu também o crescimento de enxertos subdermais em camundongos nus de câncer de estômago, mama e de pâncreas de seres humanos. Além disso, Uft prolongou a sobrevida de camundongos nos quais foram implantados a leucemia murina L-1210.FARMACOCINÉTICA As concentrações plasmática de tegafur, 5-FU e uracila foram medidas em pacientes com câncer após administração oral de dose-única de 3 cápsulas (equivalentes a 300mg de tegafur). A concentração de tegafur atingiu seu pico de 13,7 ± 1,1 µg/mL duas horas após a dose, após isso, declinando gradualmente e atingindo uma concentração de 3,6 ± 0,8 µg/mL após 24 horas. Tanto a 5-FU, como a uracila atingiram o pico 30 minutos após a dose, que foram de 0,21 ± 0,094 µg/mL e de 3,0 ± 1,8 µg/mL, respectivamente. O nível de 5-FU caiu para 0,05 ± 0,019 µg/mL 3 horas após a dose e o de uracila para 0,30 ± 0,23 µg/mL 6 horas após a dose. Uma comparação das concentrações de 5-FU no sangue, no tumor e nos tecidos periféricos ao tumor demonstrou altas concentrações intratumorais. ESTUDOS CLÍNICOS Efeitos clínicos Nos estudos clínicos realizados em 211 centros japoneses, Uft (equivalente a 300 a 600 mg de tegafur) foi administrado oralmente em 2-3 doses divididas por dia. De um total de 699 pacientes, com várias malignidades, que foram avaliados para eficácia, a porcentagem da resposta global do Uft foi 23,3% (163/699). As porcentagens para tumores específicos foram 18,3% (15/82 pacientes) para câncer de cólon/reto, 30,2% (29/96 pacientes) para câncer de mama, 25,4% (58/228 pacientes) para câncer de estômago, 31,0% (22/71 pacientes) para câncer de cabeça e pescoço, 16,7% (6/36 pacientes) para câncer de fígado, 18,8% (3/16 pacientes) para câncer de vesícula e ducto biliar, 17,4% (4/23 pacientes) para câncer de pâncreas, 30,6% (11/36 pacientes) para câncer de bexiga e 19,4% (6/31 pacientes) para câncer de colo uterino. Também foram avaliadas respostas para câncer de pulmão (4/46 pacientes) e câncer de próstata (5/34 pacientes).

Resultados de eficácia

No organismo, tegafur é gradualmente convertido a 5-FU, o metabólito antineoplásico ativo. Acredita-se que o mecanismo de ação do 5-FU seja devido ao fato de que o FdUMP, metabólito ativo de 5-FU, compete com dUMP, deste modo inibindo a timidilato sintetase e conseqüentemente a síntese de DNA. Há também evidência dos estudos in vitro de que FUTP é incorporado ao RNA, inibindo sua função. A uracila, quando combinada com tegafur, aumenta a atividade antitumoral de 5-FU pela inibição seletiva do seu catabolismo nas células tumorais (devido a diferença de afinidade das enzimas de fosforilação e catabólicas da pirimidina em relação a uracila e 5-FU), resultando em altas concentrações de 5-FU e seus metabólitos fosforilados ativos dentro do tumor.

Modo de usar

A dosagem padrão diária é equivalente a 300 a 600 mg de tegafur ( 3 a 6 cápsulas), administrados oralmente, divididos em 2 ou 3 doses diárias. Este guia de dosagem deve ser seguido também quando da administração em combinação com outros agentes antineoplásicos. Assim como outros quimioterápicos para o tratamento do câncer, a dosagem deve ser aumentada (desde que não exceda 600 mg/dia) ou diminuída com base na tolerância do paciente.

Uso em idosos, crianças e em outros grupos de risco

Uso geriátrico Uft deve ser usado com cuidado em pacientes geriátricos devido à diminuição das funções fisiológicas relacionada com a idade.Uso em crianças A segurança do Uft em crianças não foi estabelecida.Administrar aos seguintes pacientes com extremo cuidado: • Pacientes com mielodepressão (pode ocorrer exacerbação da mielodepressão). • Pacientes com disfunção hepática (pode ocorrer exacerbação dos efeitos adversos). • Paciente com disfunção renal (pode ocorrer exacerbação dos efeitos adversos). • Pacientes com doenças infecciosas (pode ocorrer exacerbação das doenças infecciosas como um resultado do potencial de depressão da medula óssea). • Pacientes com varicela (pode ocorrer doença sistêmica fatal). • Pacientes com gastrite sintomática e/ou úlcera duodenal (pode ocorrer exacerbação dos sintomas).

Armazenagem

Este medicamento deve ser mantido à temperatura ambiente entre 15 e 30ºC e protegido da luz.

Informações

Uft é um agente antineoplásico do tipo antimetabólito, que contém tegafur (fitorafur) e uracila na proporção de 1:4 molar. Tegafur é um agente antineoplásico que foi sintetizado pela primeira vez em 1966. Tegafur é um pró-fármaco da 5-fluoruracila (5-FU), cuja conversão ocorre gradualmente in vivo. Uracila, um constituinte dos ácidos nucléicos, não têm atividade farmacológica isolada, entretanto, estudos pré-clinicos revelam que a combinação de tegafur com uracila na razão de 1:4 molar inibe o catabolismo da 5-FU e seletivamente aumenta os níveis deste composto no tumor, aumentando, deste modo sua eficácia. Modelos animais e avaliações em pacientes confirmam que esta razão molar é considerada ótima havendo uma maior manutenção da alta concentração intratumoral de 5-FU. No organismo, tegafur é gradualmente convertido a 5-FU, o metabólito antineoplásico ativo. Acredita-se que o mecanismo de ação do 5-FU seja devido ao fato de que o FdUMP, metabólito ativo de 5-FU, compete com dUMP, deste modo inibindo a timidilato sintetase e conseqüentemente a síntese de DNA. Há também evidência dos estudos in vitro de que FUTP é incorporado ao RNA, inibindo sua função. A uracila, quando combinada com tegafur, aumenta a atividade antitumoral de 5-FU pela inibição seletiva do seu catabolismo nas células tumorais (devido a diferença de afinidade das enzimas de fosforilação e catabólicas da pirimidina em relação a uracila e 5-FU), resultando em altas concentrações de 5-FU e seus metabólitos fosforilados ativos dentro do tumor.

Dizeres legais

VENDA SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA nº do lote, data de fabricação, data de validade: vide cartucho Reg. MS – 1.0180.0270 Farm. Bioq. Resp.: Dra. Tathiane Aoqui de Souza CRF-SP n° 26.655 Fabricado por: TAIHO Pharmaceutical Co., Ltd. Tokushima - Tokushima - Japão Embalado por: BRISTOL LABORATORIES INTERNATIONAL S.A. Colón - Colón – República do Panamá Importado por: BRISTOL-MYERS SQUIBB FARMACÊUTICA S.A. Rua Carlos Gomes, 924 - Santo Amaro - São Paulo - SP CNPJ 56.998.982/0001-07 - Indústria Brasileira

Dra. Tathiane Aoqui de Souza CRF-SP n° 26.655 Fabricado por: TAIHO Pharmaceutical Co., Ltd. Tokushima - Tokushima - Japão Embalado por: BRISTOL LABORATORIES INTERNATIONAL S.A. Colón - Colón – República do Panamá Importado por: BRISTOL-MYERS SQUIBB FARMACÊUTICA S.A. Rua Carlos Gomes, 924 - Santo Amaro - São Paulo - SP CNPJ 56.998.982/0001-07 - Indústria Brasileira