Bulas de Remédios

As bulas constantes no ER Clinic são meramente informativas. Em caso de dúvidas quanto ao conteúdo de algum medicamento, procure orientação de seu médico ou farmacêutico.

Laboratório

Uci

Apresentação

XAROPE INFANTIL: caixa contendo frasco com 120 ml. XAROPE ADULTO: caixa contendo frasco com 120 ml. SOLUÇÃO EXPECTORANTE: caixa contendo frasco com 50 ml.

Indicações

Bispect é indicado como mucolítico no tratamento das afecções broncopulmonares agudas e crônicas, associadas a secreção mucosa anormal e transtornos do transporte mucoso.

Contra-indicações

Em casos de hipersensibilidade ao cloridrato de bromexina ou a qualquer componente da fórmula.

Reações adversas / Efeitos colaterais

Bispect é um fármaco bem tolerado, apresentando baixa incidência de efeitos colaterais. Geralmente, os efeitos adversos são leves e transitórios. Ocasionalmente, podem ocorrer náuseas, vômitos, cefaléia. Foram relatados raros casos de reações alérgicas com erupções cutâneas.

Posologia

Bispect Xarope adulto - Adultos e crianças acima de 12 anos de idade 5 ml, três vezes ao dia Bispect Xarope infantil Adultos e crianças acima de 12 anos de idade - 10 ml, três vezes ao dia Crianças acima de 6 a 12 anos de idade - 5 ml, três vezes ao dia Crianças acima de 2 a 6 anos de idade - 2,5 ml, três vezes ao dia Crianças até 2 anos de idade - 1,25 ml, três vezes ao dia

Informações

A bromexina é um derivado sintético do princípio ativo vegetal vasicina. Em estudos pré-clínicos, foi demonstrado um aumento na proporção da secreção serosa brônquica. A bromexina reduz a viscosidade do muco e ativa o epitélio ciliar facilitando, desta maneira, o transporte e a expulsão do muco. Estudos clínicos demonstraram um efeito secretolítico e secretomotor da bromexina na região dos brônquios, o que facilita a expectoração e alivia a tosse. A meia-vida de absorção da bromexina é de 0,4 hora. A bromexina está sujeita aos efeitos da primeira passagem em 75 a 80%. A biodisponibilidade absoluta da bromexina, administrada oralmente, é de 20 a 25%. A administração de bromexina após as refeições aumenta a biodisponibilidade do produto. Após a administração oral, a bromexina apresenta um comportamento linear de acordo com a dose, variando entre 8 a 32 mg. Já foram descobertos no plasma no mínimo 10 metabólitos da bromexina, incluindo o ambroxol, que é um metabólito farmacologicamente ativo. A bromexina apresenta alto índice de ligações às proteínas plasmáticas, 95 a 99%. A bromexina apresenta maior acúmulo no tecido pulmonar que no plasma. A meia-vida de eliminação inicial é de aproximadamente 1 hora e a final é de 13 a 40 horas. Em 8 e 12 horas após a administração oral de 8 mg de bromexina, os níveis plasmáticos caem para 1,5 ng/ ml e 0,2 ng/ ml, respectivamente. A bromexina é excretada quase totalmente por via renal sob a forma de metabólitos. Somente uma pequena fração é encontrada na urina sob a forma não metabolizada. Setenta por cento da dose oral é excretada pela urina após 24 horas e 88% após cinco dias. Somente 4% do fármaco administrado por via oral é excretado pelas fezes. A bromexina não se acumula no organismo já que a meia-vida de eliminação principal é de uma hora. O estado de equilíbrio é atingido em três dias, no máximo. Estudos em animais demonstraram que a bromexina atravessa as barreiras hemato-encefálica e placentária. Em caso de doença hepática grave pode ocorrer uma redução na depuração da bromexina e seus metabólitos. Não há estudos farmacocinéticos disponíveis para essas condições.

ática grave pode ocorrer uma redução na depuração da bromexina e seus metabólitos. Não há estudos farmacocinéticos disponíveis para essas condições.