Bulas de Remédios

As bulas constantes no ER Clinic são meramente informativas. Em caso de dúvidas quanto ao conteúdo de algum medicamento, procure orientação de seu médico ou farmacêutico.

Laboratório

Glenmark

Apresentação

cx. c/ 20 compr. rev. de 300 mg.

Indicações

Quimicamente contém: derivados antraquinônicos, flavonóides, glicosídeos, biflavonóides e catequinas. O exato mecanismo de ação do Hypericum perforatum L. não está totalmente estabelecido, isto porque seus compontentes são bastaste complexos e mostram as possibilidades de ação terapêutica que quando combinadas determinam a eficácia do extrato. Um dos efeitos antidepressivo segeridos é a inibição das monoaminoxidases (principalmente MAO) e das catecol-O-metiltransferases, as enzimas que catabolizam as aminas biológicas. O Hypericum perforatum L. demonstrou também suprimir a liberação de interleucina, bem como obliterar a recaptação de noradrenalina e serotonina. Sua meia-vida é de aproximadamente seis horas, com uma concentração máxima obtida em 2,5 horas. Estudas clínicos têm sido desenvolvidos com base na comparação entre a ação do Hypericum perforatum L. e a de drogas antidepressivas sintéticas, incluindo imipramina, amitriptilina e desipramina. O Hypericum perforatum L. exerce uma ação ansiolítica de potencializar a ligação dos receptores benzodiazepinicos, assim como reduz o stress induzido pelo aumento de CRH, ACTH, cortisol e interleucina 6 (IL6), ao inibir a elevação destes. O efeito antidepressivo aparece lentamente, geralmente 2 a 3 semanas após o início do tratamento.

Contra-indicações

Não existem dados disponíveis em mulheres grávidas e lactantes, porém o Hypericum perforatum L. demonstrou algum efeito tônico para o útero, parece também inibir a produção de prolactina pela pituitária, o que possibilita problemas de produção de leite durante a lactação. O seu uso durante a gestação, amamentação e por crianças não é recomendado. É aconselhável evitar exposição prolongada ao sol, porque a hypericina pode provocar reação de fotossensibilidade, principalmente em pacientes com pele sensível, quando exposta a uma intensa radiação UV.

Reações adversas / Efeitos colaterais

Raramente pacientes mais sensíveis podem apresentar irritações gastrintestinais, reações alérgicas, fadiga, agitação e aumento da sensibilidade à luz ou aos raios ultravioleta.

Posologia

Recomenda-se um comprimido, três vezes ao dia, sendo que o tratamento deve ser seguido por no mínimo 2 a 3 meses. Tendo em vista, também, a variabilidade dos graus dos estados depressivos, sugere-se ao prescrito a avaliação periódica do paciente e a correção da posologia de acordo com as características que ele apresenta.

Informações

Quimicamente contém: derivados antraquinônicos, flavonóides, glicosídeos, biflavonóides e catequinas. O exato mecanismo de ação do Hypericum perforatum L. não está totalmente estabelecido, isto porque seus compontentes são bastaste complexos e mostram as possibilidades de ação terapêutica que quando combinadas determinam a eficácia do extrato. Um dos efeitos antidepressivo segeridos é a inibição das monoaminoxidases (principalmente MAO) e das catecol-O-metiltransferases, as enzimas que catabolizam as aminas biológicas. O Hypericum perforatum L. demonstrou também suprimir a liberação de interleucina, bem como obliterar a recaptação de noradrenalina e serotonina. Sua meia-vida é de aproximadamente seis horas, com uma concentração máxima obtida em 2,5 horas. Estudas clínicos têm sido desenvolvidos com base na comparação entre a ação do Hypericum perforatum L. e a de drogas antidepressivas sintéticas, incluindo imipramina, amitriptilina e desipramina. O Hypericum perforatum L. exerce uma ação ansiolítica de potencializar a ligação dos receptores benzodiazepinicos, assim como reduz o stress induzido pelo aumento de CRH, ACTH, cortisol e interleucina 6 (IL6), ao inibir a elevação destes. O efeito antidepressivo aparece lentamente, geralmente 2 a 3 semanas após o início do tratamento.

, cortisol e interleucina 6 (IL6), ao inibir a elevação destes. O efeito antidepressivo aparece lentamente, geralmente 2 a 3 semanas após o início do tratamento.