Bulas de Remédios

As bulas constantes no ER Clinic são meramente informativas. Em caso de dúvidas quanto ao conteúdo de algum medicamento, procure orientação de seu médico ou farmacêutico.

Laboratório

Cibran

Referência

Cetoconazol Comprimidos

Apresentação

cx. c/ 10 e 30 compr. de 200mg.

Contra-indicações

Ketocon é contra-indicado em pacientes que tenham previamente apresentado hipersensibilidade à droga, portadores de hepatopatias e pacientes com antecedentes de doenças hepáticas. Entretanto, nos pacientes com tais antecedentes, dependendo do tipo de micose, o benefício da administração deverá ser ponderado em relação ao risco que poderá representar. Nestes casos, se o médico optar pelo uso, o paciente deverá ser mantido sob rígido acompanhamento da função hepática.

Reações adversas / Efeitos colaterais

Ketocon geralmente é muito bem tolerado. Os efeitos colaterais relatados são transitórios e de intensidade leve, e somente em raras ocasiões foi necessário suspender o tratamento. Os efeitos colaterais mais freqüentes foram náuseas e vômitos, e em seguida prurido e dor abdominal. Mais raramente foram registradas dor de cabeça, tontura, sonolência, febre, calafrios, fotofobia e diarréia. Têm sido descritas, em alguns casos, elevações transitórias das transaminases séricas, sem manifestações clínicas, que costumam regredir mesmo com a continuidade do tratamento. Em raros casos têm sido registradas disfunções hepatocelulares de origem idiossincrásica, geralmente após algumas semanas de tratamento. É importante reconhecer-se a ocorrência dessas disfunções, que se manifestam por alterações nas provas de função hepática (aumento de transaminases, bilirrubinas, fosfatase alcalina) associadas a quadro clínico compatível com hepatite. Nestes casos, o médico deverá interromper imediatamente o tratamento com Ketocon, adotando os procedimentos de rotina para esclarecimento diagnóstico.

Posologia

Ketocon deve ser tomado sempre junto com uma das refeições. Adultos: Candidíase vaginal: 2 comprimidos (400mg) em uma só tomada diária, durante 5 dias. Todas as demais indicações: 1 comprimido (200mg) ao dia, até pelo menos uma semana após o desaparecimento dos sintomas ou até negativação dos exames micológicos. Em infecções muito graves, ou quando a resposta clínica for insuficiente, dentro do prazo previsto, a dose pode ser aumentada para 2 comprimidos (400mg), sempre uma vez ao dia. De acordo com os resultados obtidos nos estudos clínicos realizados, a duração do tratamento, em média, tem-se revelado a seguinte: Candidíase oral: 1 a 2 semanas; dermatomicoses: 4 a 8 semanas; pitiríase versicolor: 2 a 4 semanas; candidíase sistêmica: 4 a 8 semanas; paracoccidioidomicose, histoplasmose: mínimo de 6 meses; onicomicoses e candidíase mucocutânea crônica: 6 a 12 meses. Crianças: As doses foram calculadas de acordo com o peso corpóreo: até 20kg: 1/4 de comprimido (50mg), uma vez ao dia; de 20 a 40kg: 1/2 comprimido (100mg), uma vez ao dia; acima de 40kg: 1 comprimido (200mg), uma vez ao dia. Para tratamento profilático de crianças imunodeprimidas recomenda-se as seguintes doses de acordo com o peso corpóreo: até 20kg: 1/2 comprimido (100mg), uma vez ao dia; de 20 a 40kg: 1/2 a 1 1/2 comprimido (100 a 300mg), uma vez ao dia; acima de 40kg: 2 comprimidos (400mg), uma vez ao dia.

o peso corpóreo: até 20kg: 1/2 comprimido (100mg), uma vez ao dia; de 20 a 40kg: 1/2 a 1 1/2 comprimido (100 a 300mg), uma vez ao dia; acima de 40kg: 2 comprimidos (400mg), uma vez ao dia.