Bulas de Remédios

As bulas constantes no ER Clinic são meramente informativas. Em caso de dúvidas quanto ao conteúdo de algum medicamento, procure orientação de seu médico ou farmacêutico.

Laboratório

Gsk

Referência

Lamivudina

Apresentação

Cart. c/ 14 ou 28 compr. rev. de 100 mg.

Contra-indicações

Zeffix é contra-indicado em pacientes com hipersensibilidade à lamivudina ou a quaisquer componentes da formulação.

Reações adversas / Efeitos colaterais

Zeffix parece ser bem tolerado. Em estudos clínicos de pacientes com infecção crônica pelo vírus da hepatite B, a incidência de reações adversas foi similar nos grupos tratados com placebo ou Zeffix. As reações adversas mais comumente descritas foram mal estar e fadiga, sintomas associados com infecção do trato respiratório superior, dores de cabeça, náuseas, vômitos, dores abdominais e diarréia. A incidência de alterações laboratoriais foi similar nos grupos tratados com lamivudina e placebo, com exceção da elevação da ALT que foi mais comum após o tratamento nos pacientes em uso. No entanto, em estudos controlados não houve diferença significativa nas elevações de ALT clinicamente graves, associadas com elevação de bilirrubina e/ou sinais de insuficiência hepática, entre os grupos tratados com Zeffix ou placebo. A relação destes eventos com a recorrência da hepatite com o tratamento com Zeffix ou com a doença prévia subjacente é incerta (ver precauções de uso). Em pacientes com infecção pelo HIV, casos de pancreatite e neuropatia periférica (ou parestesia) são relatados, embora nenhuma relação com o tratamento com lamivudina (Epivir) tenha sido estabelecida. Em pacientes com hepatite B crônica não houve diferença na incidência destes eventos entre os pacientes tratados com placebo e com Zeffix. Casos de acidose láctica, freqüentemente associados com hepatomagalia grave e esteatose hepática, são relatados com o uso do tratamento combinado de análogos de nucleosídeo em pacientes com HIV. Há relatos ocasionais destes eventos adversos em pacientes com hepatite B com doença hepática descompensada, no entanto, não há evidência de que estes eventos estejam relacionados ao tratamento com Zeffix.

Posologia

A dose recomendada para adultos é 100mg, uma vez ao dia. Zeffix pode ser ingerido com ou sem alimentos. A dose em crianças ainda não foi estabelecida. A interrupção do tratamento, em pacientes imunocompetentes, pode ser considerada quando ocorrer a soroconversão dos antígenos HBeAg e/ ou HBsAg. Não há dados suficientes para confirmar que a soroconversão será mantida caso o tratamento com Zeffix seja interrompido. A aderência do paciente deve ser monitorada durante o tratamento. Se o Zeffix for descontinuado, os pacientes devem ser observados periodicamente, pois haverá um pequeno risco de exacerbação da hepatite em alguns pacientes. O Zeffix deverá ser indicado e monitorado por um médico experiente no tratamento da infecção crônica pelo vírus da hepatite B. Insuficiência Renal O clearance renal da droga inalterada é o principal mecanismo de depuração da lamivudina. Os níveis sistêmicos e a meia-vida de eliminação da lamivudina estão aumentados em pacientes com insuficiência renal. O tratamento não deve ser iniciado em pacientes com clearance de creatinina <30mL/min, incluindo aqueles submetidos à diálise, para os quais é necessária uma dose reduzida. Atualmente não há formulação disponível que permita a redução da dose para esses pacientes. Insuficiência Hepática Dados obtidos em pacientes com insuficiência hepática significativa, incluindo aqueles no estágio final de doença do fígado aguardando transplante, mostram que a farmacocinética da lamivudina não é significativamente afetada pela insuficiência hepática, exceto quando acompanhada por insuficiência renal. Baseado nestes dados, o ajuste de doses não é necessário em pacientes com insuficiência hepática moderada ou grave.

a renal. Baseado nestes dados, o ajuste de doses não é necessário em pacientes com insuficiência hepática moderada ou grave.