Bulas de Remédios

As bulas constantes no ER Clinic são meramente informativas. Em caso de dúvidas quanto ao conteúdo de algum medicamento, procure orientação de seu médico ou farmacêutico.

Laboratório

Pharmacia

Apresentação

Pó a 2% - fr. c/ 20 g Creme a 2% - bisn. c/ 20 g Shampoo a 2% - fr. c/ 80 ml sol. a 2% - fr. spray c/ 20 ml

Indicações

Creme: Para aplicação tópica no tratamento da Tinea pedis (pé-de-atleta), Tinea cruris (eczema de Hebra), Tinea corporis (herpes circinatus), Tinea barbae (micoses da barba) e Tinea manuun, candidíase (monilíase), Pityriasis versicolor. Shampoo: Tratamento tópico das micoses e infecções por Pityrosporum sp, tais como dermatitis seborréica e Pityriasis capitis. Pó: Tratamento tópico das infecções cutâneas e ungueais produzidas por Candida e dermatófitos com exsudato, especialmente intertrigo. As propriedades Pó o tornam especialmente indicado para o tratamento das micoses de regiões com pouca aeração (interdigitais e dobras). Solução: Tratamento tópico das micoses superficiais da pele: Tinea pedis (pé de atleta), Tinea cruris (eczema marginado de Hebra), Tinea corporis (herpes circinatus), Tinea barbae (micoses da barba), Tinea manuun; candidíase (monilíase), Pityriasis versicolor.

Contra-indicações

Ainda não foram relatadas contra-indicações específicas para o uso do produto.

Reações adversas / Efeitos colaterais

Sua segurança no tratamento local é excelente. Não foram observados efeitos tóxicos ou fotossensibilizantes. Foram reportados casos isolados de reação eritematosa local leve e transitória durante os primeiros dias de tratamento, não tendo sido necessária sua interrupção.

Posologia

Creme: Aplicar o creme 1 a 2 vezes ao dia (preferencialmente à noite ou de manhã e à noite), suave e uniformemente sobre a lesão, procurando abranger 1 cm de pele íntegra (aproximadamente) ao redor da zona afetada. Shampoo: Aplicar Zalain Shampoo nas áreas afetadas da pele, pelos ou cabelos duas vezes por semana, durante 2 a 4 semanas, deixando o produto atuar durante 3 a 5 minutos antes de enxaguar. Se não for observada melhoria clínica após 4 semanas de tratamento deve-se reconsiderar a etiologia do processo. Deve-se aplicar medidas gerais de higiene a fim de controlar as fontes de infecção ou reinfecção. Se foi utilizado previamente um corticosteróide tópico para o tratamento da dermatite seborréica, deve-se esperar um período de 2 semanas antes de utilizar Zalain Shampoo a fim de evitar uma possível ocorrência de sensibilização induzida por corticosteróides. Pó e solução: aplicar o pó ou solução 1 ou 2 vezes ao dia (preferencialmente à noite ou manhã e noite), de forma suave e uniforme sobre a lesão, procurando abranger com a nebulização uma superfície de pele íntegra ao redor da zona afetada. A duração do tratamento para se obter a cura varia de um paciente para outro, em função do agente etiológico e da localização da infecção.Em geral, se recomenda 4 semanas de tratamento para assegurar uma cura completa no aspecto clínico e microbiológico e o desaparecimento de recidivas, embora, em muitos casos, esta cura clínica e microbiológica manifeste-se antes, entre duas e quatro semanas de tratamento.

Informações

Sertaconazol é o primeiro composto que possui uma nova estrutura química: o benzotiofeno unido a uma matriz azólica. A semelhança estrutural entre o benzotiofeno e o triptofano poderia facilitar a incorporação do sertaconazol na membrana plasmática do fungo, dando lugar a estruturas não viáveis e levando à formação de fendas e poros, através dos quais ocorre o escape maciço de citoplasma, ATP e outros elementos vitais para o fungo (atividade fungicida). A estrutura azólica age através da inibição da síntese do ergosterol, com conseqüente interferência na permeabilidade da membrana celular dos fungos (atividade fungistática). Seu nome químico é nitrato de 1{B(7-cloro-3-benzotienil-metilox)-2,4-diclorofenitil}-imidazol. Nos estudos in vitro- realizados, sertaconazol demonstrou excelente atividade contra um amplo espectro de dermatófitos (Trichophyton, Microsporum, Epidermophyton), leveduras patogênicas (Candida albicans, Candida tropicalis, Malassezia furfur) e Aspergillus. Os experimentos conduzidos em animais revelaram que o sertaconazol é mais ativo que o miconazol, quando comparados nas mesmas doses.

tropicalis, Malassezia furfur) e Aspergillus. Os experimentos conduzidos em animais revelaram que o sertaconazol é mais ativo que o miconazol, quando comparados nas mesmas doses.