Bulas de Remédios

As bulas constantes no ER Clinic são meramente informativas. Em caso de dúvidas quanto ao conteúdo de algum medicamento, procure orientação de seu médico ou farmacêutico.

Apresentação

USO ADULTO USO ORAL Comprimidos revestidos em embalagem contendo 24 comprimidos. Cada comprimido revestido contém 650 mg de paracetamol. Excipientes: amido, amido pré-gelatinizado, amidoglicolato de sódio, celulose microcristalina, celulose pó, cera de carnaúba, dióxido de titânio, estearato de magnésio, hidroxietilcelulose, hipromelose, povidona e triacetina.

Indicações

Em adultos, para o alívio de dores crônicas, sendo também útil para a redução da febre e para o alívio de dores leves a moderadas, tais como: dores associadas a gripes e resfriados comuns, dor de cabeça, dor de dente, dor nas costas, dores musculares, dores associadas a artrites e dismenorréia.

Contra-indicações

TYLENOL AP não deve ser administrado a pacientes com hipersensibilidade ao paracetamol ou aos excipientes da formulação.

Advertências

TYLENOL AP não deve ser administrado por mais de 10 dias para dor ou para febre por mais de 3 dias. Usuários crônicos de bebidas alcoólicas podem apresentar um risco aumentado de doenças do fígado caso seja ingerida uma dose maior que a dose recomendada (superdose) de TYLENOL AP. O paracetamol pode causar dano hepático. Atenção: Este medicamento contém Açúcar (amido), portanto, deve ser usado com cautela em portadores de Diabetes. Não use outro produto que contenha paracetamol.

Uso na gravidez

Categoria B Em casos de uso por mulheres grávidas ou amamentando, a administração deve ser feita por períodos curtos. Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.

Interações medicamentosas

A interferência do paracetamol na metabolização de outros medicamentos e a influência destes medicamentos na ação e na toxicidade do paracetamol não são relevantes.

Reações adversas / Efeitos colaterais

Podem ocorrer algumas reações adversas inesperadas. Caso ocorra uma rara reação de sensibilidade, o medicamento deve ser descontinuado.

Posologia

Adultos e crianças de 12 anos ou mais: 2 comprimidos a cada 8 horas (3 vezes ao dia). Não exceder 6 comprimidos, em doses fracionadas, em um período de 24 horas.

Superdosagem

O paracetamol em altas doses pode causar hepatotoxicidade em alguns pacientes. Em adultos e adolescentes, pode ocorrer hepatotoxicidade após a ingestão de mais que 7,5 a 10 g em um período de 8 horas ou menos. Fatalidades não são freqüentes (menos que 3-4% de todos os casos não tratados) com superdoses menores que 15 g. Em caso de suspeita de ingestão de altas doses de TYLENOL AP, procure imediatamente um centro médico de urgência. As crianças são mais resistentes que os adultos no que se refere à hepatotoxicidade, uma vez que casos graves são extremamente raros, possivelmente devido a diferenças na metabolização da droga. Uma superdose aguda de menos que 150 mg/kg em crianças não foi associada à hepatotoxicidade. Apesar disto, da mesma forma que para adultos, devem ser tomadas as medidas corretivas descritas a seguir nos casos de superdose em crianças. Os sinais e sintomas iniciais que se seguem a uma dose potencialmente hepatotóxica de paracetamol são: náusea, vômito, sudorese intensa e mal-estar geral. Os sinais clínicos e laboratoriais de toxicidade hepática podem não estar presentes até 48 a 72 horas após a ingestão da dose maciça. Tratamento da Superdose O estômago deve ser completamente esvaziado por lavagem gástrica ou por indução ao vômito com xarope de ipeca. Tão logo possível, mas não antes que 4 horas após a ingestão, deve-se providenciar, nos Centros de Controle com metodologia e aparelhagem apropriadas, a determinação dos níveis plasmáticos de paracetamol. Caso a superdose tenha sido por um medicamento à base de paracetamol com ação prolongada, faz-se necessário a obtenção de um nível de paracetamol adicional 4 a 6 horas após o nível inicial de paracetamol no plasma. Se qualquer um dos níveis plasmáticos estiver acima da linha de tratamento mais baixa do nomograma de superdose do paracetamol, os testes de função hepática devem ser realizados inicialmente e repetidos a cada 24 horas até completa normalização. A despeito da dose maciça de paracetamol referida, o antídoto indicado, N-acetilcisteína a 20%, deve ser administrado imediatamente, caso não tenham se passado mais que 24 horas da ingestão. A N-acetilcisteína a 20% deve ser administrada oralmente em uma dose de ataque de 140 mg/kg, seguida de uma dose de manutenção de 70 mg/kg de 4 em 4 horas, até um máximo de 17 doses, conforme a evolução do caso. A N-acetilcisteína a 20% deve ser dada após diluição a 5% em água, suco ou bebida leve, preparada no momento da administração. Além da administração da N-acetilcisteína a 20%, o paciente deve ser acompanhado com medidas gerais de suporte, incluindo manutenção do equilíbrio hidroeletrolítico, correção de hipoglicemia, e outras. Após a recuperação do paciente, não permanecem seqüelas hepáticas anatômicas ou funcionais.

Características farmacológicas

O paracetamol, substância ativa do TYLENOL AP, é um analgésico e antitérmico clinicamente comprovado, que promove analgesia pela elevação do limiar da dor e antipirese através de ação no centro hipotalâmico que regula a temperatura. Seu efeito tem início 15 a 30 minutos após a administração oral e permanece por um período de 6 a 8 horas.

Resultados de eficácia

Foi realizado um estudo duplo-cego, controlado com placebo, a fim de avaliar a atividade antipirética do paracetamol e um comparativo em 30 pacientes do sexo masculino. Os pacientes receberam 4 mg/kg de endotoxinas por via intravenosa, após pré-medicação por via oral de 1000 mg de ambos os fármacos. Os picos de temperatura corporal foram de 38,5 ¦C ¦ 0,2 ¦C no grupo placebo, 37,6 ¦C ¦ 0,2 ¦C no grupo do paracetamol (p = .001 versus placebo), e 38,6 ¦C ¦ 0,2 ¦C no grupo com o fármaco comparativo (p = .001 versus paracetamol; p = .570 versus placebo) 4 horas após a infusão de lipopolissacarídeos. Concluiu-se que o paracetamol demonstrou atividade antipirética superior.1 Um estudo duplo-cego, randomizado, controlado com placebo avaliou a eficácia do efeito analgésico do paracetamol (1000 mg) e um comparativo, em 162 pacientes sofrendo de dor moderada a severa devido a uma cirurgia dentária. A intensidade e o alívio da dor foram avaliados a 30 minutos, uma hora e a cada hora subseqüente durante 6 horas após a administração dos fármacos. O paracetamol foi significativamente melhor que o comparativo na diferença máxima de intensidade da dor (p < 0,05), no máximo alívio da dor obtida (p < 0,03) e de acordo com uma avaliação global (p < 0,02).2 Referências 1. Pernerstorfer T., et al. Acetaminophen has Greater Antipyretic Efficacy than Aspirin in Endotoxemia: A Randomized, Double-Blind, Placebo-Controlled Trial. Cli. Pharmacol. Ther. 1999; 66 (1): 51-7. 2. Mehlisch D.R., Frakes L.A. A Controlled Comparative Evaluation of Acetaminophen and Aspirin in the Treatment of Postoperative Pain. Clin. Ther. 1984; 7 (1): 89-97.

Modo de usar

Os 2 comprimidos devem ser administrados inteiros por via oral, com líquido, não devendo ser amassados, mastigados ou dissolvidos.

Uso em idosos, crianças e em outros grupos de risco

Até o momento não são conhecidas restrições especificas ao uso do TYLENOL AP por pacientes idosos. Não utilizar em crianças abaixo de 12 anos. Usuários crônicos de bebidas alcoólicas podem apresentar um risco aumentado de doenças do fígado caso seja ingerida uma dose maior que a dose recomendada (superdose) de TYLENOL AP. O paracetamol pode causar dano hepático.

Armazenagem

TYLENOL AP deve ser conservado em temperatura ambiente (entre 15¦C e 30¦C), protegido da luz e umidade. Evitar calor excessivo (acima de 40¦C).

Dizeres legais

MS – 1.1236.3326 Farmacêutico Responsável: Marcos R. Pereira CRF/SP n° 12304 Fabricado por: McNeil Consumer Healthcare 7050 Camp Hill Road - Fort Washington - PA - 19034 - EUA Importado e embalado por: JANSSEN-CILAG FARMACÊUTICA LTDA. Rodovia Presidente Dutra, km 154 - São José dos Campos – SP CNPJ: 51.780.468/0002-68 Indústria Brasileira

034 - EUA Importado e embalado por: JANSSEN-CILAG FARMACÊUTICA LTDA. Rodovia Presidente Dutra, km 154 - São José dos Campos – SP CNPJ: 51.780.468/0002-68 Indústria Brasileira