Bulas de Remédios

As bulas constantes no ER Clinic são meramente informativas. Em caso de dúvidas quanto ao conteúdo de algum medicamento, procure orientação de seu médico ou farmacêutico.

Laboratório

Libbs

Apresentação

Amp. c/ 5, 20 e 20 mcg (intracavernoso)

Indicações

Tratamento e diagnóstico das disfunções da ereção

Contra-indicações

Aplicav (Alprostadil) é contra indicado para pacientes que apresentem hipersensibilidade à droga e para pacientes com condições que possam predispô-la ao priapismo, como anemia falciforme, mieloma múltiplo ou leucemia; pacientes com deformação anatômica do pênis (angulação, fibrose cavernosa ou doença de Peyronie). Aplicav (Alprostadil) não deve ser utilizado por pacientes com implantes penianos, nem por pacientes cuja atividade sexual seja contra-indicada ou não-recomendada. Aplicav (Alprostadil) não deve ser utilizado, para outras indicações, em mulheres ou recém-nascidos.

Advertências

Podem ocorrer ereções prolongadas ou priapismo (ereção persistente por mais de 6 horas). O paciente deve ser instruído a informar ao médico caso ocorram ereções que durem mais de 4 horas. O tratamento do priapismo pode ser feito por aspiração, injeção intra-cavernosa de aminas simpaticomiméticas ou cirurgia. Ereções dolorosas ocorrem mais freqiientemente em pacientes com deformações anatômicas do pênis, como angulação, fimose, fibrose, doença de Peyronie ou placas. Pacientes tratados com anticoagulantes como Varfarina ou Heparina podem ser mais propensos ao sangramento após a injeção intracavemosa. Pode ocorrer fibrose peniana, inclusive anguiação, nódulos fibróticos e doença de Peyronie, após a administração intracavemosa (Alprostadil). A ocorrência de fibrose pode aumentar conforme o aumento na duração do uso (Alprostadil). Recomenda-se enfaticamente um acompanhamento regular dos pacientes, com cuidadoso exame do pênis. para detectar sinais de fibrose peniana ou doença de Peyronie. O tratamento com Aplicav (Alprostadil) deve ser descontinuado em pacientes que desenvolverem angulação peniana, fibrose cavernosa ou doença de Peyronie.

Uso na gravidez

Aplicav (Alprostadil) não deve ser utilizado, para outras indicações, em mulheres ou recém-nascidos.

Interações medicamentosas

Os anticoagulantes como a Varfarina e a Heparina podem causar sangramento no local da injeção.

Reações adversas / Efeitos colaterais

A reação adversa mais freqüentemente relatada é a ereção dolorosa. Continua na bula original.

Posologia

A dose (Alprostadil) deve ser individualizada para cada paciente através de uma titulação cuidadosa, supervisionada pelo médico. TITULAÇÃO INICIAL NO CONSULTÓRIO MÉDICO Disfunção erétil de etiologia vasculogênica, psicogênica ou mista: A titulação de dose deve ser iniciada com 2,5 mcg de alprostadil. Se houver resposta parcial, a dose seguinte pode ser aumentada para 5,0 mcg e. a seguir, aumentada em incrementos de 5 a 10 mcg, dependendo da resposta erétil, até que se alcance a dose que produza uma ereção adequada para o ato sexual e que não ultrapasse a duração de 60 minutos. Se não houver resposta à dose inicial de 2,5 mcg, a próxima dose administrada pode ser de 7,5 mcg, seguida por incrementos de 5 a 10 mcg. Se não houver resposta, a próxima dose mais alta deve ser administrada dentro de 1 hora. Se houver resposta, deve-se aguardar pelo menos 1 dia antes da próxima dose. O paciente deve permanecer no consultório médico até que ocorra completa detumescência. Disfunção erétil de etiologia neurogênica pura (traumatismo medular) : A titulação de dose deve ser iniciada com 1,25 mcg de Alprostadil. A dose seguinte pode ser aumentada para 2,5 mcg e. a seguir, aumentada em 2,5 mcg (para uma dose de 5 mcg), seguindo-se incrementos adicionais dc 5 mcg. dependendo da resposta erétil, até que se alcance a dose que produza uma ereção adequada para o ato sexual e que não ultrapasse a duração de 60 minutos. Se não houver resposta, a próxima dose mais alta deve ser administrada dentro de 1 hora. Se houver resposta, deve-se aguardar pelo menos 1 dia antes da próxima dose. O paciente deve permanecer no consultório médico até que ocorra completa detumescência.

Superdosagem

No caso de aplicação de dose elevada é possível que ocorra priapismo. Neste caso deve-se procurar imediatamente o médico. Caso ocorra a injeção em vaso sangüíneo, o efeito sistêmico é pequeno, devido as doses serem baixas e a inativação metabólica ser rápida. Os sintomas de superdose sistêmica são depressão, respiração rápida e diarréia.

Informações

Aplicav (Alprostadil) é uma prostaglandina vasoativa formulada para o diagnóstico e tratamento das disfunções do mecanismo de ereção. Presume-se que sua ação seja devida à inibição alfa - adrenérgica e a um efeito relaxante sobre os músculos cavernosos lisos. Esta forma de ação torna o produto efetivo em pacientes com problemas neurológicos, como injúria na medula ou com Diabetes mellitus, e em pacientes com insuficiência vascular. Pacientes com impotência de origem psicológica também respondem bem ao tratamento. Pacientes com disfunções veno-oclusivas graves ou com severa insuficiència arterial não respondem bem a este tratamento. Após a injeção intracavernosa o Alprostadil é metabolizado no local e não se consegue medir Alprostadil ou seus metabólitos na circulação sistêmica. O grau da ereção, sua duração e o tempo de latência para o início da ereção são dose-dependentes. Como existem variações entre os pacientes. recomenda-se que a dose individual apropriada seja determinada por titulação sob supervisão médica.

eus metabólitos na circulação sistêmica. O grau da ereção, sua duração e o tempo de latência para o início da ereção são dose-dependentes. Como existem variações entre os pacientes. recomenda-se que a dose individual apropriada seja determinada por titulação sob supervisão médica.