Bulas de Remédios

As bulas constantes no ER Clinic são meramente informativas. Em caso de dúvidas quanto ao conteúdo de algum medicamento, procure orientação de seu médico ou farmacêutico.

Laboratório

Uci

Apresentação

COMPRIMIDO 2,5 mg: caixa c/ 20 compr. XAROPE 0,3 mg/ml: caixa c/ fr. c/ 100 ml.

Indicações

Adrenyl é indicado no tratamento da asma brônquica, bronquite crônica, enfisema pulmonar e outras pneumopatias que apresentam broncoespasmos.

Contra-indicações

Em casos de hipersensibilidade ao sulfato de terbutalina ou a qualquer componente da fórmula.

Advertências

Adrenyl® deve ser administrado com precaução a pacientes com distúrbios cardiovasculares graves, como cardiomiopatia hipertrófica, isquemia cardíaca, taquiarritmia ou insuficiência cardíaca grave; com hipertensão, diabetes, hipertireoidismo, epilepsia. O tratamento prolongado com agonistas beta adrenérgicos pode resultar em diminuição dos níveis séricos de potássio. Adrenyl® XAROPE não contém açúcar, podendo ser administrado a pacientes diabéticos. Insuficiência hepática e/ou renal: não é necessário o ajuste da dose em pacientes com insuficiência hepática e/ou renal leve a moderada. Gravidez e lactação: não foram relatadas evidências de efeitos teratogênicos com o uso do sulfato de terbutalina em estudos realizados com animais. O medicamento poderá ser administrado durante a gestação, sob estrito acompanhamento médico, quando os benefícios para a mãe justificarem o potencial de risco para o feto. O sulfato de terbutalina é eliminado no leite materno. A administração deve ser cautelosa e sob orientação médica se o fármaco for utilizado durante a lactação.

Uso na gravidez

Informe ao médico a ocorrência de gravidez durante o tratamento ou após o seu término. Informe ao médico se estiver amamentando. Informe ao médico sobre os medicamentos que está utilizando.

Interações medicamentosas

Antidepressivos tricíclicos (amineptina, amitriptilina, clomipramina, imipramina, nortriptilina), inibidores da monoamina oxidase (IMAO - moclobemida, selegilina, tranilcipromina), xantinas (cafeína, teobromina), agentes simpatomiméticos, outros estimulantes do sistema nervoso central: a administração com terbutalina pode potencializar os efeitos adversos. Digoxina e outros digitálicos: a administração concomintante com a terbutalina pode elevar o risco de arritmias.

Reações adversas / Efeitos colaterais

Adrenyl é um fármaco bem tolerado, apresentando baixa incidência de efeitos colaterais. Geralmente, os efeitos adversos são leves e transitórios não causando a suspensão da terapia. Ocasionalmente, podem ocorrer tremor, tontura, cefaléia, cãimbra muscular e palpitações. Foram relatados raros casos de reações alérgicas com erupções cutâneas. Há relatos isolados de distúrbios do sono e do comportamento como agitação e nervosismo.

Posologia

A posologia recomendada poderá ser alterada por orientação médica, conforme a gravidade da doença e estado clínico do paciente. A duração da terapia depende da resposta do paciente. Adultos: Adrenyl comprimido: 1 comprimido, três vezes ao dia.Se necessário, a dose pode ser aumentada para 2 comprimidos, três vezes ao dia. Adrenyl xarope: 10 a 15 ml , três vezes ao dia. Crianças com peso corpóreo acima de 30 quilos: Adrenyl comprimido: 1 a 2 comprimidos, três vezes ao dia. Adrenyl xarope: 0,25 ml por quilo de peso corpóreo, três vezes ao dia. Crianças com 20 a 30 quilos de peso corpóreo: Adrenyl comprimido: Meio a 1 comprimido, três vezes ao dia. Adrenyl xarope: 0,25 ml por quilo de peso corpóreo, três vezes ao dia. Crianças com peso corpóreo abaixo de 20 quilos: Adrenyl comprimido: Um quarto a meio comprimido, três vezes ao dia. Adrenyl xarope: 0,25 ml por quilo de peso corpóreo, três vezes ao dia. Adrenyl XAROPE não contém açúcar, podendo ser administrado a pacientes diabéticos. Pacientes idosos devem iniciar o tratamento com doses reduzidas, podendo ser aumentada gradualmente.

Características farmacológicas

O sulfato de terbutalina é um agonista adrenérgico que estimula predominantemente os receptores beta-2, produzindo relaxamento do músculo liso bronquial, inibição da liberação de espasmógenos endógenos, redução do edema causado por mediadores inflamatórios, aumento do movimento mucociliar e relaxamento do músculo uterino. Essas ações causam a reversão da broncoconstrição e facilitam o transporte e a remoção do muco pela expectoração. O sulfato de terbutalina é absorvido pelo trato grastrintestinal. Ocorre extenso metabolismo de primeira passagem na parede intestinal e fígado. A biodisponibilidade, após administração oral, é de aproximadamente 10% e o início da ação ocorre em aproximadamente 30 minutos, atingindo a concentração plasmática máxima em 2 a 3 horas, com duração da ação de até 8 horas. Apresenta biotransformação hepática, formando metabólitos inativos. É excretado principalmente por via renal.

Uso em idosos, crianças e em outros grupos de risco

Idosos: não é necessário o ajuste da dose em pacientes idosos

Armazenagem

Adrenyl® deve ser conservado em lugar seco, fresco (entre 15 a 30o C) e protegido da luz, na sua embalagem original até o término de seu uso.

Informações

O sulfato de terbutalina é um agonista adrenérgico que estimula predominantemente os receptores beta-2, produzindo relaxamento do músculo liso bronquial, inibição da liberação de espasmógenos endógenos, redução do edema causado por mediadores inflamatórios, aumento do movimento mucociliar e relaxamento do músculo uterino. Essas ações causam a reversão da broncoconstrição e facilitam o transporte e a remoção do muco pela expectoração. O sulfato de terbutalina é absorvido pelo trato grastrintestinal. Ocorre extenso metabolismo de primeira passagem na parede intestinal e fígado. A biodisponibilidade, após administração oral, é de aproximadamente 10% e o início da ação ocorre em aproximadamente 30 minutos, atingindo a concentração plasmática máxima em 2 a 3 horas, com duração da ação de até 8 horas. Apresenta biotransformação hepática, formando metabólitos inativos. É excretado principalmente por via renal.

tingindo a concentração plasmática máxima em 2 a 3 horas, com duração da ação de até 8 horas. Apresenta biotransformação hepática, formando metabólitos inativos. É excretado principalmente por via renal.